Foto: Ronaldo Caldas

A Secretaria Especial da Cultura garantiu o repasse de R$ 600 mil para viabilizar o Pavilhão do Brasil na Bienal de Veneza, que será realizada em 2021 na cidade italiana. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (19) pelo secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, a representantes da Fundação Bienal de São Paulo, responsável pela concepção, curadoria e produção da mostra brasileira.

Dessa forma, assim como em edições anteriores, a participação do Brasil na 59ª Exposição Internacional de Arte Bienal se dará por meio da parceria entre a Secretaria Especial da Cultura, a Fundação Bienal e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) – ao Itamaraty, por meio da embaixada do Brasil em Roma, cabe a cessão e a manutenção do pavilhão do Brasil.

Na reunião realizada em Brasília, o secretário Roberto Alvim comentou, ao presidente da Fundação Bienal de São Paulo, José Olympio da Veiga, e à superintendente da fundação, Luciana Guimarães, sobre sua experiência como crítico de arte e sobre a importância da própria Bienal em sua formação artística. Ainda entraram na pauta do encontro o conceito de obra de arte e a capacidade que ela tem de proporcionar experiências estéticas únicas para o público. Segundo Alvim, “através de sua obra, o artista tem a responsabilidade de desvelar a complexidade da condição humana”.

Também participaram da reunião o secretário adjunto especial da Cultura, José Paulo Soares Martins, e o secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, Camilo Calandreli.

Veneza da criatividade e da inovação

A Bienal de Veneza, cuja primeira edição ocorreu em 1895, é a mais antiga das grandes mostras internacionais de arte e é considerada a de maior prestígio em todo o mundo. Ao reunir artistas, curadores e representantes da arte dos mais diversos países, a Bienal atua como catalisadora e impulsionadora da criatividade e da inovação, além de também incentivar a formação de novos públicos, a circulação internacional de obras e o intercâmbio entre artistas.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura


Fonte: Cultura