<a href=”http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2019/12/26/glastonbury-fazendeiro-michael-eavis/”><div class=”media_box full-dimensions660x360″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/michael-eavis-na-worthy-farm-26122019201207493?dimensions=660×360″ title=”Michael Eavis na Worthy Farm” alt=”Michael Eavis na Worthy Farm” />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Michael Eavis na Worthy Farm</span>
<span class=”credit_box “>Tenho Mais Discos Que Amigos</span>
</div>
</div>

</a>Foto via NME Há 50 anos o <strong>Led Zeppelin </strong>fazia um show na Inglaterra, no <a href=”https://en.wikipedia.org/wiki/Bath_Festival_of_Blues” target=”_blank”><em>Bath Festival of Blues</em> </a>e, embora possamos imaginar que a plateia inteira estivesse hipnotizada com o show dos caras, provavelmente ninguém esperava que dali sairia a inspiração para que <strong>Michael Eavis</strong>, que assistia ao show com sua esposa <strong>Jean Hayball</strong>, criasse o que hoje é um dos maiores festivais de música do mundo, o <strong>Glastonbury</strong>.

Eavis voltou para casa e no ano seguinte organizou um festival na <em>Worthy Farm </em>- fazenda que havia herdado de seu pai 15 anos antes.

Afinal, por que não?
Michael Eavis
Athelstan Joseph Michael Eavis (é isso mesmo, fãs de <em><a href=”https://vikings.fandom.com/wiki/Athelstan” target=”_blank”>Vikings</a></em> – vocês leram certo) é um fazendeiro nascido e criado no interior da Inglaterra mais conhecido por ser o fundador do festival de Glastonbury. Fruto de uma forte criação cristã, Eavis também atua politicamente defendendo os direitos trabalhistas no seu país e já foi presidente da Câmara de Comércio de Somerset, cidade onde nasceu.

Infelizmente, Jean Hayball, sua esposa que participou de todo o processo criativo do que viria a ser o Glasto, faleceu vítima de câncer. Hoje em dia, Michael – que já tem 84 anos e venceu a luta contra a mesma doença, organiza o festival junto com a filha do casal, <strong>Emily Eavis</strong>.

Emily fica principalmente à frente da contratação de artistas para compor o <em>line-up</em> e já retratou a dificuldade que encontra por ser mulher em um meio composto majoritariamente por homens, que muitas vezes insistem em tratar diretamente com seu pai: “Eu vou para reuniões com mesas compostas somente por homens. Alguns são ótimos, mas outros se recusam a aceitar que têm que lidar comigo” – disse Emily à BBC, <a href=”https://www.theguardian.com/music/2019/jun/23/glastonbury-organiser-emily-eavis-says-some-men–refuse-to-deal-with-her” target=”_blank”>como conta esta reportagem do <em>The Guardian</em></a>.
Festival de Glastonbury<strong>
</strong>

O gigante festival de Glastonbury coleciona nomes como <strong>David Bowie, Oasis, Johnny Cash, Nine Inch Nails, Coldplay, Manu Chao, Fatboy Slim</strong> e vários outros artistas na lista dos que já subiram nos palcos da fazenda. Sua primeira edição chamava-se <em>Pilton Pop, Blues &amp; Folk </em>e aconteceu em 19 de Setembro de 1970, um dia após a morte do grande <strong>Jimi Hendrix</strong>, contando com a clássica banda inglesa <strong>The Kinks</strong> como <em>headliner</em> num evento onde os ingressos custavam apenas 1 libra e teve um público de 1.500 pessoas.

A edição de 2010 foi bem especial, tendo em vista a comemoração de 40 anos de Glastonbury, e <strong>Stevie Wonder</strong> fez da sua participação ainda mais importante quando decidiu convidar Michael ao palco para cantar “Happy Birthday” junto com ele para milhares de pessoas.

Separamos este trecho em vídeo e você pode assistir logo abaixo:

 
Audiência e Público
E se começou com 1.500 pessoas na primeira edição, o evento rapidamente tomou corpo e cresceu a cada nova edição.

Para ter uma ideia, o segundo festival em 1971, com <strong>David Bowie</strong>, teve 12.000 ingressos vendidos, mesmo número da edição de 1979.

Em 1981, com o <strong>Hawkwind</strong>, foram 18 mil pessoas, em 1982, 25 mil para ver <strong>Van Morrison </strong>como <em>headliner </em>e em 1983, 30 mil.

A última edição rolou em 2019 após uma pausa em 2018 com <strong>The Killers, The Cure </strong>e <strong>Stormzy</strong>, e relatos conflitantes falam em 135 mil ou 203 mil pessoas.
Glastonbury 2020
<a href=”http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2019/11/19/paul-mccartney-glastonbury-50/” target=”_blank”>Já te contamos antes </a>que <strong>Paul McCartney </strong>está confirmado para o aniversário de 50 anos de festival na edição do ano que vem. A novidade é que, além dele, <strong>Taylor Swift </strong>e <strong>Diana Ross </strong>também garantiram seus shows no Palco Pirâmide – o principal do Glasto.

Embora haja sempre um <em>mix</em> de esperança e suspense sobre a possibilidade da <a href=”http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2018/06/26/led-zeppelin-glastonbury-apostas/” target=”_blank”>participação do Led Zeppelin no Glastonbury</a>, não temos dúvidas de que a organização do evento não medirá esforços para que a edição de 2020 seja ainda mais épica.

<strong><em>LEIA TAMBÉM:</em> <a href=”http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2019/12/23/liam-gallagher-oasis-reuniao-2021/” target=”_blank”><em>Liam Gallagher fala sobre reunião do Oasis no Glastonbury em 2021</em></a></strong>
Fonte: r7 Music