contato@agenciademusicos.com.br

Kim Gordon afirma que “o fim do capitalismo está chegando”

Kim Gordon

Kim Gordon
Tenho Mais Discos Que Amigos

Foto via Wikimedia Commons Divulgando No Home Record, seu primeiro trabalho solo, Kim Gordon deu uma extensa entrevista para a publicação inglesa NME.

Na oportunidade, a ex-integrante do Sonic Youth falou sobre diversos temas, inclusive o conceito de seu mais novo trabalho.

Ela comentou que o álbum trata sobre a derrubada do capitalismo e o presidente dos Estados Unidos. “A mensagem do registro é que o fim do capitalismo está chegando e que Trump será a pessoa que o fará cair no chão,” disse

Ela ressaltou que vivemos em uma época que parece quando o Muro de Berlim caiu. Essa semelhança acontece pois naqueles anos era falado no Mundo Ocidental que o comunismo não funcionava e a queda do muro foi prova cabal disso. “O que resultou disso foi apenas muita corrupção, e já estamos vivendo assim com muita corrupção,” completou a cantora.

A entrevista completa pode ser vista na íntegra logo abaixo.


Novo álbum de Kim Gordon
No Home Record foi gravado no Sphere Ranch, em Los Angeles, e tem produção de Justin Raisen (Angel Olsen, Yves Tumor). Quem também contribui no trabalho é Shawn Everett (Weezer) e Jake Meginsky. O disco vem poucos mais de um ano após o lançamento de The Switch, do projeto que Kim tem com Bill Nace, o Body/Head. Já o último álbum do Sonic Youth é The Eternal, de 2009.

De acordo com um comunicado de imprensa, o trabalho é descrito como “um movimento precipitado por uma série de mudanças sísmicas em sua vida pessoal e, sem dúvida, desempenha um papel no fascínio do ‘No Home Record’ pela transitoriedade”.


Fonte: r7 Music