O último show da carreira do Slayer em São Paulo acontece amanhã, dia 2 de outubro, e está dando o que falar.

Isso porque a produtora Move Concerts, responsável pela apresentação, soltou um comunicado com dicas de segurança para os fãs que vão ao show. Acontece que uma dessas dicas de segurança é: não abrir as famosas rodas punk.

Leia o texto:

Não será permitida a entrada com sacolas, mochilas e bolsas grandes, câmeras com lentes intercambiáveis ou filmadoras profissionais, câmeras estilo go-pro, assim como outros itens similares dentro dos locais do show (como objetos pontiagudos, cortantes, inflamáveis, lasers, gás de pimento, lanternas, correntes ou acessórios pontiagudos), assim como qualquer outro item que possa atrapalhar a segurança e diversão de todos. Também não será permitido moshing e crowd surfing.

Essas proibições visam garantir a segurança de todos e agilizar a revista na entrada do local.
É claro que a decisão causou furor na internet, com a maioria dos fãs rindo da situação e outros achando um absurdo.

Em shows da banda de Tom Araya e de várias outras do gênero a prática é bem comum, com rodas de pogo sendo abertas logo no início. Quanto ao crowd surfing — onde pessoas pulam do palco e são carregadas pelo público –, a proibição até faz sentido, já que atualmente o grupo já não permite mais isso.

E aí, será que a galera vai respeitar? O comunicado com outras informações e a venda de ingressos podem ser acessados clicando aqui.
Slayer
Vale lembrar que essa é a última turnê do Slayer, que está se despedindo de vários países nesta turnê.

O grupo ainda toca no Rock in Rio nesta sexta-feira (04).
Fonte: r7 Music