10 Vencedores de Álbum do Ano do Grammy

10 Vencedores de Álbum do Ano do Grammy
Tenho Mais Discos Que Amigos

Recentemente, mostramos por aqui a lista de indicados ao Grammy 2020.

A edição será a primeira da próxima década, e já trouxe grandes indicações ao prêmio de álbum do ano. São diversos gêneros indicados ao prêmio máximo — o de Álbum do Ano. Indo desde o pop da Billie Eilish ao indie rock do Vampire Weekend, passando por nomes como Bon Iver Lana Del Rey, a premiação será disputadíssima.

Aliás, a disputa acirrada tem sido uma máxima da cerimônia. Nos últimos 10 anos, foram algumas surpresas, algumas vitórias óbvias e, principalmente, muitos álbuns excelentes sendo premiados. Por isso, resolvemos relembrar os últimos 10 vencedores da categoria. Vem com a gente!
2010: Taylor Swift – Fearless

Fearless foi apenas o segundo álbum de estúdio de Taylor Swift e já rendeu a ela o título máximo da indústria da música. Recheado de hits marcantes da época como ‘Love Story’ e ‘You Belong with Me’, o apelo pop somado à música country fez a cantora superar seus concorrentes.
Outros indicados do ano
Dave Matthews Band – Big Whiskey & the GrooGrux King

The Black Eyed Peas – The E.N.D.

Lady Gaga – The Fame

Beyoncé – I Am… Sasha Fierce


2011: Arcade Fire – The Suburbs

Basicamente o único disco indicado nesse ano que não era do pop, o Arcade Fire foi, de certa forma, uma surpresa. Claro que o ótimo The Suburbs fez por merecer, mas já fazia algum tempo que um disco fora do cenário radiofônico havia sido premiado.
Outros indicados do ano
Lady Gaga – The Fame Monster

Lady Antebellum – Need You Now

Eminem – Recovery

Katy Perry – Teenage Dream


2012: Adele – 21

O pop voltou com tudo em 2012 e Adele levou o prêmio muito merecidamente pelo incrível 21. Depois de ganhar o Grammy de Melhor Artista Nova com seu primeiro álbum 19 (2008), o segundo trabalho da cantora a elevou a um novo patamar com os hits ‘Rolling in the Deep’, ‘Someone Like You’, ‘Set Fire to the Rain’ e ‘Rumour Has It’.

Vale destacar ainda que este ano trouxe a primeira indicação ao prêmio para uma banda mais próxima do rock clássico, com Wasting Light, do Foo Fighters.
Outros indicados do ano
Lady Gaga – Born This Way

Bruno Mars – Doo-Wops & Hooligans

Rihanna – Loud

Foo Fighters – Wasting Light


2013: Mumford & Sons – Babel

Em um ano dominado pelo rock, quem levou foi o folk do Mumford & Sons. Depois de uma ótima entrada na indústria com Sigh No More (2009), os britânicos surfaram na onda do single ‘I Will Wait’ e, até por terem influenciado uma renovação no gênero, foram premiados.
Outros indicados do ano
Jack White – Blunderbuss

Frank Ocean – Channel Orange

The Black Keys – El Camino

Fun. – Some Nights


2014: Daft Punk – Random Access Memories

Os queridinhos da Academia não poderiam ficar de fora. Apesar de já terem um status muito respeitado no meio, o Daft Punk fez por merecer em 2014. Com uma escalação cheia de estrelas, o revolucionário Random Access Memories rendeu hits inesquecíveis como ‘Get Lucky’ e ‘Lose Yourself to Dance’. Ah, a premiação rendeu também uma reação impagável de Taylor Swift
Outros indicados do ano
Sara Bareilles – The Blessed Unrest

Kendrick Lamar – good kid, m.A.A.d. city

Macklemore & Ryan Lewis – The Heist

Taylor Swift – Red


2015: Beck – Morning Phase

Talvez a premiação mais surpreendente da década! No meio de nomes gigantes como Pharrell Williams Beyoncé, o ótimo e discreto Beck acabou levando. Morning Phase não chegou a produzir nenhum hit; por isso, a Academia mostrou que sucesso não é, necessariamente, um fator.
Outros indicados do ano
Beyoncé – Beyoncé

Pharrell Williams – Girl

Sam Smith – In the Lonely Hour

Ed Sheeran – x


2016: Taylor Swift – 1989

Depois de bater na trave em 2014 com Red, Taylor se tornou a primeira artista da década a vencer o prêmio máximo duas vezes. 1989 foi impulsionado pelo sucesso de ‘Blank Space’ e ‘Shake It Off’ e aproximou a cantora do pop mais do que nunca, alcançando um novo nível de sucesso.
Outros indicados do ano
The Weeknd – Beauty Behind the Madness

Alabama Shakes – Sound & Color

Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly

Chris Stapleton – Traveller


2017: Adele – 25

Se Taylor Swift foi a primeira, Adele foi a segunda a receber dois prêmios máximos na década. Apesar do sucesso de ‘Hello’ e ‘When We Were Young’, 25 não atingiu o mesmo patamar de sucesso de 21 – mas, ainda assim, foi suficiente para a Academia premiar a ótima cantora.
Outros indicados do ano
Beyoncé – Lemonade

Justin Bieber – Purpose

Sturgill Simpson – A Sailor’s Guide to Earth

Drake – Views


2018: Bruno Mars – 24K Magic

O R&B está em franca ascensão e um dos grandes nomes do gênero é o Bruno Mars, que deu uma nova roupagem à sonoridade disco/funk do passado e bebeu na fonte do estilo. Depois de indicá-lo em 2012, a Academia reconheceu seu auge no ano passado com o ótimo 24K Magic.

Vale destacar também que essa foi a primeira premiação com predominância de artistas de rap/R&B na década.
Outros indicados do ano
Childish Gambino – ‘Awaken, My Love!’

Kendrick Lamar – DAMN.

Jay-Z – 4:44

Lorde – Melodrama


2019: Kacey Musgraves – Golden Hour

Para muitos, uma surpresa. O ótimo Golden Hour, da Kacey Musgraves, desbancou nomes mais populares como Post Malone e a trilha sonora de Pantera Negra. Vale lembrar que Kacey será atração do domingo no Lollapalooza Brasil 2020!
Outros indicados do ano
Post Malone – Beerbongs & Bentleys

Vários Artistas – Black Panther: The Album, Music from and Inspired by

Brandi Carlile – By the Way, I Forgive You

Janelle Monáe – Dirty Computer

H.E.R. – H.E.R.

Cardi B – Invasion of Privacy

Drake – Scorpion


Fonte: r7 Music