Foto: Divulgação

Começa nesta quarta-feira (25) a Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, Paraíba. O evento tem o objetivo de promover a abertura de novos mercados, gerando oportunidades de negócios nacionais e internacionais para os participantes. Além da feira de serviços e produtos de turismo, a programação também traz uma série de palestras, rodadas de negócios e oficinas. O evento ocorre até sábado, 28.

Com o intuito de estimular a cooperação técnica entre os municípios da Rede de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), da qual João Pessoa faz parte, a Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos também irá fomentar a cooperação e o intercâmbio em diversos segmentos, como artesanato e arte popular, artes visuais, audiovisual/cinema, design (gráfico, moda, interiores), música e gastronomia, teatro, circo, literatura, games websites, arquitetura, moda, museus, literatura, comunicação, publicidade e startups digitais.

Segundo o secretário da Economia Criativa Interino da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Luiz Eduardo de Lima Rezende, iniciativas como esta estimulam e promovem a comercialização, a abertura de novos mercados criativos e a realização de network, culminando na geração de novos postos de trabalho, de renda e de fluxo turístico para região e para o Brasil.

Programação diversificada

Organizado pelo Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) da Paraíba, o evento conta com parcerias internacionais, como o Conselho Mundial de Artesanato (WCC), a Rede Internacional de Desenvolvimento do Artesanato (Rida) e a Comunidade Iberoamericana de Artesanía (Ciart). Dentre os destaques internacionais estão Cristina Alonso, diretora da Rede de Equipamentos Culturais de Barcelona, Espanha; Juan Luis Restrepo Viana, gerente do programa “Bogotá, Cidade da Música”; Barbara Taliá Velasco, presidente do Conselho Mundial de Artesanato para a América Latina.

O Ministério da Cidadania será representado pelo coordenador de Formação Técnica e Gestão e Produção da Secretaria da Economia Criativa, Jorge Edson Garcia, que fará a palestra “Cidades Criativas Criam Oportunidades, Atraem Investimentos e Geram Desenvolvimento com Inclusão”, na tarde da quinta-feira (26). O coordenador é especialista em Gestão Cultural e em Desenvolvimento Local e já foi consultor do Sebrae para a implantação do Pacto de Cooperação para o Desenvolvimento Regional na Paraíba, Goiás, Maranhão, Pernambuco e Alagoas.

Cidades Criativas

Criada pela Unesco, a Rede de Cidades Criativas reúne mais de 180 cidades de vários países com o objetivo de promover a cooperação entre elas para identificarem a criatividade como fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável. Oito cidades brasileiras já integram a rede: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ), no campo da gastronomia; Brasília (DF) e Curitiba (PR), em design; João Pessoa (PB), em artesanato e artes folclóricas; Salvador (BA), na música; e Santos (SP), no cinema. A Rede cobre sete setores criativos: gastronomia, cinema, música, design, artesanato e artes folclóricas, arte mídia e literatura.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), a economia criativa é responsável por 10% do PIB mundial. No Brasil, responde por 2,64 % do PIB, acima de setores tradicionais como a indústria têxtil, por exemplo, segundo dados da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). Em todo o mundo, as indústrias culturais e criativas geram US$ 2,25 bilhões de renda e empregam 30 milhões de trabalhadores, segundo dados da própria Unesco.

Serviço

Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos
Local: Espaço Cultural José Lins do Rêgo, rua Abdias Gomes de Almeida, 800 – Tambauzinho, João Pessoa – PB
Data: 25 a 28 de setembro
Horas: 14h – 21h


Fonte: Cultura