Em 2016, depois de longos anos como vocalista do AC/DC, o lendário Brian Johnson se viu demitido da banda após um telefonema.

Obviamente o cara (que eventualmente foi substituído por Axl Rose) ficou bem chateado com o que rolou. Mas, até então, não havia quebrado o silêncio – isso mudou recentemente. Como a Alternative Nation contou, ele finalmente falou sobre sua demissão, justificada por sua perda de audição. Ele disse o seguinte:

Bom, não tem literalmente nada que você possa fazer sobre isso, é tipo tomar um tiro no campo de batalha, só chegou a sua hora. O sentimento de solidão, muito dele é autoinfligido. Para mim, vou ser bem honesto com você, eu fui ao meu escritório e enfiei minha cabeça em uma garrafa de whiskey, um bom whiskey.
Além disso, Brian falou sobre o apoio que recebeu dos fãs e amigos. Inclusive, citou nominalmente o guitarrista Joe Walsh (Eagles), com quem chegou a gravar músicas neste período fora da banda de rock:
Os amigos ao meu redor foram fantásticos, a primeira ligação que recebi foi de Joe Walsh, ‘Como você está?’ E a próxima foi do Billy Connolly [comediante], e aí todos os telefonemas começaram a chegar, o apoio, foi maravilhoso. As cartas dos fãs, tudo só fez com que eu me sentisse bem novamente.
Brian Johnson no AC/DC
Vale lembrar que os rumores da volta de Brian Johnson ao AC/DC são grandes.

Desde o segundo semestre de 2018, fotos e afirmações têm indicado que Johnson está de volta, e inclusive gravando um novo disco com o grupo. Além disso, há supostos planos de uma turnê mundial.

Quem deixou escapar outra revelação bombástica foi o Slash, que acabou confirmando o retorno de Brian e ainda deixou escapar que Phil Rudd também estaria na reunião.

LEIA TAMBÉM: Há exatos 40 anos o AC/DC entrava para a história com ‘Highway to Hell’
Fonte: r7 Music