<div class=”media_box full-dimensions460x305″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/neil-peart-10012020182732805?dimensions=460×305″ title=”Neil começou a tocar bateria aos 13 anos” alt=”Neil começou a tocar bateria aos 13 anos” />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Neil começou a tocar bateria aos 13 anos</span>
<span class=”credit_box “>Reprodução/Instagram</span>
</div>
</div>

<p>
Neil Peart, baterista da banda Rush, morreu na última terça-feira (7). A informação foi confirmada por um porta-voz do grupo ao site da revista <em>Rolling Stone</em>.</p>
<p>
O músico tinha 67 anos, morava em Santa Mônica, nos Estados Unidos, e lutava há três anos contra um câncer no cérebro.  </p>
<p>
Neil nasceu em Hamilton, no Canadá, e começou a fazer aulas de bateria aos 13 anos após ganhar o instrumento de presente dos pais. Apesar de ter tocado em algumas bandas na adolescência, o auge foi em 1975, quando entrou para o grupo Rush, com o baixista e vocalista Geddy Lee e o guitarrista Alex Lifeson.</p>
<p>
Com estilo único de apresentação, Neil se tornou referência e era considerado por muitos um dos bateristas mais importantes da história do rock. </p>
<p>
Em 2015, o artista anunciou a aposentadoria e, em 2018, declarou que estava doente.</p>
<p>
Neil teve a vida marcada por duas tragédias pessoais. A filha do músico, Selena Taylor, morreu em agosto de 1997 após um acidente de trânsito. Dez meses depois, Jacqueline Taylor, a mulher do baterista, perdeu a luta para um câncer.</p>
<p>
Nas redes sociais, fãs do músico lamentaram a morte dele. </p>
Fonte: r7 Music