<div class=”media_box full-dimensions660x360″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/alceu-valenca-13122019095221896?dimensions=660×360″ title=”Evento gratuito apresenta fotos, músicas, poemas e objetos pessoais de Alceu” alt=”Evento gratuito apresenta fotos, músicas, poemas e objetos pessoais de Alceu” />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Evento gratuito apresenta fotos, músicas, poemas e objetos pessoais de Alceu</span>
<span class=”credit_box “>Antônio Melcop/Divulgação</span>
</div>
</div>

<p>
A <em>Ocupação Alceu Valença</em> é inaugurada neste sábado (14), no Itau Cultural, em São Paulo, e segue até 2 de fevereiro de 2020 (veja serviço abaixo). A exposição gratuita apresenta fotos inéditas, músicas, audiovisuais, objetos e produções literárias do autor de <em>Morena Tropicana</em>.</p>
<p>
Entre as novidades surpreendentes da <em>Ocupação</em>, estão ferramentas de acessibilidade e conteúdos digitais, entre QR Codes (código de barras bidimensional) e uma experiência imersiva em realidade virtual em 360 graus narrada pelo próprio músico.</p>

<div class=”media_box full-dimensions660x360″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/alceu-valenca-e-mae-13122019095514263?dimensions=660×360&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=660×360&amp;amp;crop=496×271+0+142&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=660×360&amp;amp;crop=496×271+0+142″ title=”Adelma e o filho Alceu, em São Bento Una, agreste de Pernambuco, em 1947″ alt=”Adelma e o filho Alceu, em São Bento Una, agreste de Pernambuco, em 1947″ />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Adelma e o filho Alceu, em São Bento Una, agreste de Pernambuco, em 1947</span>
<span class=”credit_box “>Acervo Pessoal</span>
</div>
</div>

<p>
Outro destaque do evento é uma paisagem sonora construída por sons carnavalescos vindos do HD pessoal do cantor. Além disso, uma vitrola toca 18 discos para os fãs ouvirem dezenas de clássicos do compositor de 73 anos.</p>
<p>
Humilde, um dos maiores nomes da MPB brinca com tamanha celebração.</p>
<p>
— Os curadores levantaram tudo sobre minha carreira e foram atrás de objetos pessoais. Acho ótimo que façam homenagem, mas não vejo isso como ‘algo só para uma pessoa’. Falar em mim é lembrar do frevo, forró, samba… É sobre a cultura brasileira. </p>

<div class=”media_box full-dimensions660x360″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/alceu-valenca-dirigindo-filme-13122019095749894?dimensions=660×360&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=660×360&amp;amp;crop=750×409+0+70&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=660×360&amp;amp;crop=750×409+0+70″ title=”Além de dirigir Luneta do Tempo, Alceu construiu o roteiro e elaborou a trilha ” alt=”Além de dirigir Luneta do Tempo, Alceu construiu o roteiro e elaborou a trilha ” />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Além de dirigir Luneta do Tempo, Alceu construiu o roteiro e elaborou a trilha </span>
<span class=”credit_box “>Antônio Melcop/Divulgação</span>
</div>
</div>

<p>
A pesquisa teve início no acervo da mãe do cantor pernambucano, Adelma Valença, que faleceu em outubro de 2018 aos 104 anos.</p>
<p>
Alceu relembra que dona Adelma havia construído um pequeno museu sobre ele.</p>
<p>
— Eu nunca, na minha vida, guardei um troféu. Mas minha mãe, que era muito organizada, fez um acervo inacreditável. Ela tinha até cabelo e roupa de quando eu era menino… (risos). São lembranças de quando fui para Harvard (uma das maiores universidades dos EUA), prêmios de vendas de discos e milhares de fotos. Então, na sala da casa da minha mãe, que hoje mora minha irmã, traz um absurdo de memórias. </p>

<div class=”media_box full-dimensions460x305″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/alceu-valenca-13122019100131380?dimensions=460×305&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=460×305&amp;amp;crop=549×364+0+171&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=460×305&amp;amp;crop=549×364+0+171″ title=”Alceu curte o Carnaval em casa, em Olinda (PE)” alt=”Alceu curte o Carnaval em casa, em Olinda (PE)” />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Alceu curte o Carnaval em casa, em Olinda (PE)</span>
<span class=”credit_box “>Ana Araújo/Divulgação Ocupação Alceu Valença</span>
</div>
</div>

<p>
A mostra paulistana tem curadoria de equipe do instituto, formada pelos núcleos de Artes Cênicas e de Música.</p>
<p>
A consultoria ficou por conta de Julio Moura, autor de <em>A Luneta do Tempo</em> – um diário dos bastidores do filme de Alceu Valença. Já a cenografia leva a assinatura do artista Leopoldo Nóbrega, criador no Carnaval de 2019 da figura do Galo da Madrugada, um dos maiores blocos da folia pernambucana.</p>

<div class=”media_box full-dimensions660x360″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/alceu-valenca-em-1969-13122019103016597?dimensions=660×360″ title=”Alceu em uma das primeiras aparições em um palco, em 1969″ alt=”Alceu em uma das primeiras aparições em um palco, em 1969″ />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Alceu em uma das primeiras aparições em um palco, em 1969</span>
<span class=”credit_box “>Arquivo Pessoal</span>
</div>
</div>

<p>
<strong>Ocupação Alceu Valença<br>
Abertura: </strong>14 de dezembro (sábado), às 11h. A mostra acontece até o dia 2 de fevereiro de 2020<br><strong>Quando: </strong>De terças-feiras a sextas-feiras, das 9h às 20h (permanência até 20h30). Sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h<br><strong>Onde:</strong> Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149 (estação Brigadeiro do metrô), São Paulo. Piso térreo<br><strong>Quanto: </strong>Grátis<br><strong>Contato: </strong>(0xx11) 2168-1777 e www.itaucultural.org.br<br><strong>Classificação etária:</strong> Livre</p>
Fonte: r7 Music