<a href=”http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2019/12/02/vespas-mandarinas-fito-paez/”><div class=”media_box full-dimensions660x360″>

<div class=”edges”>
<img class=”croppable” src=”https://img.r7.com/images/capa-de-02122019222850350?dimensions=660×360″ title=”Capa de ” alt=”Capa de ” />
<div class=”gallery_link”>
</div>

</div>
<div class=”content_image”>
<span class=”legend_box “>Capa de </span>
<span class=”credit_box “>Tenho Mais Discos Que Amigos</span>
</div>
</div>

</a>Foto: DIvulgação A banda <strong>Vespas Mandarinas</strong> fez muito barulho quando lançou o ótimo <em><strong>Animal Nacional </strong></em>em 2013 e depois surpreendeu com uma nova sonoridade em <strong><em>Daqui Pro Futuro </em></strong>(2017). Em 2018 não lançaram novidades, mas usaram o ano de 2019 para dar os primeiros (tímidos) passos para a próxima caminhada do grupo.

Em março, eles divulgaram a <a href=”http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2019/03/25/amor-colera-vespas-mandarinas/” target=”_blank”>intensa</a> ‘<strong>Amor Em Tempos de Cólera</strong>’, e agora fizeram de seu mais novo single uma cover. Trata-se de uma versão da canção ‘<strong>Mariposa Tecknicolor</strong>’, composta pelo argentino <strong>Fito Paez</strong>. De quebra, ambas as faixas foram produzidas por <strong>Lucas Silveira</strong> (Fresno).

 
‘Las avispas mandarinas’

Não é a primeira vez que vemos o Vespas regravando canções latinas.Em 2014, na época do disco de estreia <strong><em>Animal Nacional</em></strong>, a banda regravou ‘<strong>Ya No Sé Qué Hacer Conmigo</strong>’, do grupo uruguaio <strong>El Cuarteto de Nos</strong>. O mesmo foi feito no disco mais recente, com uma regravação de ‘<strong>Desperté</strong>’ (que ganhou o nome ‘De Olhos Bem Fechados’), dos mexicanos do <strong>Café Tacvba</strong>.

Sobre a novidade, o líder <strong>Thadeu Meneghini</strong> contou, brincando com o nome da canção:

<p><em>É como se fosse uma metamorfose ainda mais bombástica do que a da lagarta em mariposa. É aí que entra a ironia e a metalinguagem, onde a música e a história se encontram celebrando a mais nova alomorfia das Vespas, agora na sua quarta formação. Queremos fazer uma música cada vez melhor, atingindo cada vez mais pessoas, inclusive em outros continentes e alçando voo como ‘Vespas’ e ‘Mariposas’.</em></p>

 
‘É um gênero vigoroso e multifacetado’

A versão arrancou elogios de <strong>Herbert Vianna</strong>, vocalista d’Os Paralamas do Sucesso. Nos anos 80, os Paralamas ficaram conhecidos por flertar também com gêneros latinos.

Enaltecendo o novo trabalho, Herbert disse que:

<p><em>É sempre bom saber de artistas brasileiros que valorizam o rock latino. É uma alegria ouvir esta canção de Fito Paez pelos Vespas Mandarinas. Adoro a música e adorei a versão. É um gênero vigoroso e multifacetado, apesar de desconhecido por aqui.</em></p>

E aí? O que achou da versão? Deixe sua opinião nos comentários!
Fonte: r7 Music