Dave Grohl, Paul McCartney, Krist Novoselic, Pat Smear

Dave Grohl, Paul McCartney, Krist Novoselic, Pat Smear
Tenho Mais Discos Que Amigos

Reprodução / YouTube A conversa que Dave Grohl teve com o lendário Ringo Starr para a Rolling Stone americana rendeu diversos momentos.

Depois de ambos falarem sobre as mortes de John Lennon e Kurt Cobain, chegou a vez de Grohl refletir sobre o ‘presente’ do Nirvana. Nos últimos anos, os membros sobreviventes se reuniram algumas poucas vezes para relembrar os velhos tempos — incluindo uma apresentação no Hall da Fama do Rock and Roll em 2014.

Ao explicar o motivo de não tocar músicas de sua antiga banda com o Foo Fighters, grupo que formou em 1995 e segue firme até hoje, Dave declarou:
Não toquei essas músicas do Nirvana mais do que poucas vezes nos últimos 26 anos. De certa forma, elas estão fora dos limites. Houveram algumas vezes, como no Hall da Fama do Rock and Roll e em um show há dois anos atrás.
Ele ainda seguiu no assunto, falando sobre a oportunidade de tocar com Paul McCartney como ‘frontman’ do Nirvana em 2012 e sobre a falta que Cobain faz.
Parece que você está de volta com seus amigos na banda, mas está faltando algo ali. Gravamos uma música com o Paul uma vez: eu, Pat Smear e Krist Novoselic. Foi uma viagem nós três tocarmos juntos novamente. Simplesmente se encaixa, é muito fácil. Bastam algumas batidas, e parece o Nirvana quando Krist e eu tocamos juntos. Ninguém mais faz aquele som. Durante aqueles 20 minutos, toco com eles e é um sonho. Daí, eu percebo: ‘oh, espere, Paul está aqui também.’
Tanto Dave Grohl quanto Krist Novoselic e Pat Smear sempre deixaram claro que não têm planos de reunir a banda, muito menos fazer músicas novas sem Kurt Cobain.

LEIA TAMBÉM: Foo Fighters derrota Tenacious D em jogo hilário na Colômbia; assista
Fonte: r7 Music