2DE1

2DE1
Tenho Mais Discos Que Amigos

Foto: Gustavo Dantas/Rudá Melo Há quem discorde, mas ser jovem em 2019 é difícil. Parece que nunca houve antes uma pressão social tão grande em ser sempre feliz, em demonstrar estar bem o tempo todo.

Captando essa mensagem e clamando por empatia e por mudanças das lentes da sociedade, o duo 2DE1, formado pelos irmãos gêmeos Fernando Soares e Felipe Soares lançou seu segundo e mais recente disco de estúdio. Intitulado Ferida Viva, o novo trabalho traz uma grande carga emocional, ao mesmo tempo que se mostra um disco íntimo e belo. Ele questiona aflições, sofrimentos e desacordos.

 
Empatia
A palavra ’empatia’ implica se imaginar no lugar do outro e buscar entender seu ponto de vista. Ter empatia não é ver as coisas apenas com o olhar próprio. Com seus questionamentos e colocações, a dupla está tentando mostrar a seu ouvinte que ele não está sozinho e, que a complexidade dos desafios da vida não precisa ser um problema. Isso sim é ter empatia com o próximo!

Ao tentar tornar sentimentos e emoções temas mais palatáveis, o novo disco do 2DE1 nos ajuda a desmitificar o que nós mesmos sentimos. Essa busca pelo entendimento de nós mesmos acaba sendo potencializada por sonoridade atmosférica e, ao mesmo tempo, tocante. Toca no coração e toca na alma, mas também toca no corpo. Toca em quem somos verdadeiramente.

 
Evolução
Dois anos se passaram desde a estreia da dupla. Em Transe, o principal tema a ser explorado foi a liberdade sexual. Não que o novo disco não traga esse tema novamente (aliás, uma das novas faixas se chama ‘Beijo Grego’), mas vimos que esse tempo foi benéfico para o grupo. A evolução não se mostrou apenas na sonoridade, mas também nas letras.

É como se o novo disco traçasse um caminho até a conexão com a própria essência da dupla e, de forma geral, com a essência do ser humano. A tal Ferida Viva é, na verdade, ocasionada por nossa constante busca por liberdade. Queremos liberdade, tanto no modo pelo qual nos relacionamos com os outros e com o mundo, quanto no modo como encaramos a nossa própria existência.

Confira abaixo o disco na íntegra. Desafiamos você a não se sensibilizar.

https://open.spotify.com/album/6tvib6cQVxG877oOXYaw6M
Fonte: r7 Music