Foto: Divulgação

Brasília (DF) – A Fundação Nacional de Artes (Funarte), instituição vinculada ao Ministério da Cidadania, está com inscrições abertas até o dia 21 de outubro para o Prêmio Descentrarte, que visa fortalecer a cultura em municípios de 50 a 100 mil habitantes. De abrangência nacional, a iniciativa vai premiar 120 projetos artísticos com R$ 20 mil. No total, serão investidos R$ 2,4 milhões.

Em sua primeira edição, o prêmio Descentrarte tem cinco categorias: Artes Visuais, Dança, Teatro, Produção Literária e Projetos Integrados de Artes. Cada uma dessas áreas terá 24 premiados. Grupos, entidades e associações devem fazer as inscrições dos projetos por meio do site da fundação. O processo seletivo ocorrerá em duas etapas: habilitação e avaliação dos trabalhos.

O diretor-executivo da Funarte, Leônidas Oliveira, afirma que a entidade está com boas expectativas em relação ao prêmio. “Nós já temos mais de mil inscritos, ou seja, uma aceitação muito boa porque realmente a lacuna é grande. A Funarte com uma comissão de especialistas vai avaliar esses projetos para saber o alcance deles para a transformação cidadã dos municípios, que é o nosso objetivo”, destaca.

O prêmio Descentrarte faz parte do Programa Funarte Cidadã, um conjunto de ações para levar atividades culturais a regiões por vezes desassistidas. Exemplo disso é o Prêmio Marcantonio Vilaça, que reconhece produções artísticas destinadas ao acervo de instituições museológicas. A nona edição está com inscrições abertas até esta sexta-feira (11).

A professora de artes Suzana Queiroga foi premiada em 2013. Com recurso garantido, criou a exposição “Olhos d´Água” para o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no Rio de Janeiro. A obra pode ser apreciada até hoje na instituição. “Com o prêmio, eu pude dedicar o ano inteiro a produzir essa exposição. Eu custeei a exposição inteira com o dinheiro do prêmio. Foi uma oportunidade incrível, inesquecível mesmo. Um prêmio desse pode fazer tirar do papel, tirar simplesmente do desejo e tornar realidade uma obra que é potente, uma obra que tem importância”, afirma.

Circo de Toda Arte

Outra ação do Programa Funarte Cidadã é o “Circo de Toda Arte”. Quarenta municípios brasileiros serão contemplados com lonas e acessórios para espetáculos, a partir de seleção por edital, que será lançado em breve. O objetivo é o amplo alcance das populações a atividades artísticas. Para saber mais sobre as ações do Programa Funarte Cidadã, acesse: funarte.gov.br.

Prêmio Marcantonio Vilaça

O Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça, em sua 9º edição, tem como objetivo incentivar produções artísticas destinadas ao acervo das instituições museológicas públicas e privadas sem fins lucrativos; fomentar a difusão e a criação das artes visuais; fortalecer a memória cultural brasileira e contemplar temas relevantes da sociedade contemporânea, novas linguagens e nova produção artística, além de permitir a acessibilidade aos bens culturais e o compromisso com a formação de público.

Funarte Cidadã

O alvo principal do Programa Funarte Cidadã é difundir as políticas do Governo Federal voltadas às artes de modo igualitário pelo Brasil, principalmente fora dos grandes centros – onde, em geral, a produção é muito mais intensa. Além de colaborar para o desenvolvimento dos municípios, a proposta promove a qualificação de artistas e técnicos, as manifestações artísticas e a formação de público. Ao fortalecer essa cadeia produtiva, a Funarte deseja também estimular e destacar o importante papel que a atividade artística representa para a economia.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania
Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412


Fonte: Cultura