Poucos artistas são tão dedicados à conexão direta e imediata com seu público como Seal. O cantor britânico mostrou isso da melhor forma possível em um show grande, mas intimista, neste último domingo (29), em São Paulo. O artista fez parte do line-up do Itaipava de Som a Sol, festival que tem trazido artistas do Rock in Rio para a capital paulista. O Ginásio do Ibirapuera, que ficou bem cheio, foi tomado por cadeiras que estavam ali só pelo conforto — na maior parte da apresentação a plateia ficaria em pé, rodeando o artista, que estava ali no meio. Desde a primeira música do setlist, a novíssima ‘AIKIN (All I Know Is Now)’, Seal mostrou que sua preocupação está na música e no público, mas que também sabe trabalhar bem com seu visual e rebolado. Isso porque, em todas as faixas mais dançantes, o cantor fazia caras e bocas, dançava, interagia com os fãs mais próximos ao palco e deixava claro que ainda tem o sex appeal pelo qual também é conhecido. Mas seu negócio é mesmo a experiência. Continua após a foto Foto por Stephanie Hahne/TMDQA! Quem já viu pelo menos algum vídeo de uma apresentação de Seal sabe muito bem que, uma hora ou outra, ele vai se enfiar lá no meio da plateia. Não demorou muito para que o fizesse, e seus fãs mostraram estarem já acostumados com o feito, já que o respeito foi mútuo nesse momento. Enquanto andava por cima de cadeiras e no chão, o artista dava as mãos ao público, fazia uma serenata para alguém aqui e ali, abraçava e, principalmente, mandava diversas mensagens — sobre a situação atual do mundo, sobre o amor, sobre muitas coisas. O pacote completo, que sorte a nossa! Em determinado momento, porém, ele se mostrou um pouco incomodado com os celulares, já que todos a sua volta estavam ávidos para registrar sua presença. Se direcionando a uma fã, para quem estava cantando, Seal disse:

Viva o agora. Estamos aqui agora. O público não se importou muito com a bronca e continuou usando seus smartphones, enquanto o cantor também deixou de se importar. Ao longo da apresentação foram várias as vezes em que ele andou entre seus fãs e retornou ao palco, sempre incentivando que todo mundo se divertisse e dançasse com ele. Não que isso precise ser pedido, afinal, os hits do músico se encarregam da tarefa. Além de músicas como ‘Crazy’, ‘Kiss From a Rose’ e ‘Person in the Mirror’, Seal ainda cantou covers de David Bowie e Stevie Wonder. Um show completo feito por um artista mais completo ainda. Volte mais vezes! Galeria de fotos e setlist – Seal em São Paulo AIKIN (All I Know Is Now) The Morning After Dreaming in Metaphors Fast Changes Deep Water Show Me Whirlpool Prayer for the Dying Love’s Divine Person in the Mirror Kiss From a Rose Higher Ground (Stevie Wonder cover) Killer (Adamski cover) Amazing Future Love Paradise Rebel Rebel (David Bowie cover) Crazy


Fonte: r7 Music