Estreia nesta quinta-feira (26), em mais de 40 salas de cinema pela O2 Play, o filme Sócrates, única produção brasileira indicada e premiada na 34° edição do Spirits Awards, o Oscar do Cinema Independente. Realizada em Fevereiro, a cerimônia de premiação coroou o filme nas categorias Melhor Ator e Melhor Diretor.

Dirigido e roteirizado pelo brasileiro-americano Alexandre Moratto, e com Fernando Meirelles na produção executiva, o longa conta a história de um jovem negro e homossexual de 15 anos, morador da periferia da Baixada Santista, no litoral de São Paulo.

Interpretado pelo novato Christian Malheiros, o menino precisa sobreviver por conta própria após a morte de sua mãe. Em seu circuito internacional de festivais, Sócrates já conquistou 13 premiações e 8 indicações ao total.

Aliás, o longa foi uma das 12 produções nacionais escolhidas como pré-candidatas à disputar uma vaga no Oscar 2020. Porém, o júri decidiu que A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, de Karim Ainouz, será o candidato brasileiro na corrida por uma vaga na categoria de Melhor Filme Estrangeiro no ano que vem. Na disputa também estava o excelente Bacurau, de Kleber Mendonça Filho.

Dupla de estreantes
Além de Malheiros, o longa marca a estreia nas telonas de Tales Ordakji, que interpreta Maicon em Sócrates. Se o primeiro foi premiado como Melhor Ator no International Filmfestival Mannheim-Heidelberg, na Alemanha, e no festival Mix Brasil, o segundo recebeu diversas críticas positivas na imprensa internacional, como no The New York Times, Roger Ebert e Variety.
Projeto social
Sócrates foi produzido por jovens de 16 a 20 anos das Oficinas Querô, projeto social idealizado pelo Instituto Querô há 12 anos, organização não governamental da cidade de Santos, no litoral de São Paulo. Lá, eles utilizam a ferramenta do audiovisual para capacitar jovens de baixa renda e assim transformar suas realidades através do cinema.
Fonte: r7 Music