Estaria Fiona Apple finalmente saindo da toca para nos presentear com mais um disco? Parece que sim!

A cantora deu uma rara entrevista à jornalista Rachel Handler, da Vulture, a quem ela mesma procurou para ter a conversa. De acordo com Handler, Apple enviou um e-mail para ela perguntando se queria bater um papo — tudo isso após a jornalista descobrir um erro relacionando ‘Criminal’, hit de Fiona, com o filme As Golpistas.

Na conversa, a artista resolveu falar sobre a pressão para lançar um novo disco, já que o último é The Idler Wheel…, de 2012. Ao que tudo indica, Fiona já está em estúdio preparando o sucessor, que deve chegar em 2020.

A cantora, é claro, mandou avisar que isso é apenas um ‘achismo’, mas reforçou que já deveria ter lançado coisa nova ‘há um milhão de anos’. Ela conta:

Quanto mais controle você sobre algo, mais aquilo se torna seu bebê, mais você se importa com aquilo, e mais você sente como se fosse uma conquista. O último álbum e esse de agora parecem mais meus do que os anteriores.
Fiona Apple ainda explicou seu atraso:
Quando sou só eu gravando sozinha, é diferente, mas com toda essa coisa de banda, você tem que esperar que todo mundo esteja na cidade e com disponibilidade. Então isso deixa as coisas mais lentas, um pouco. E eu tenho tendência de esquecer de trabalhar por um tempo. E aí ficar tipo, ‘ei, o que está acontecendo? Vamos tocar, vamos tocar.’
Mercado musical em 2020
Apesar de parecer animada para lançar seu novo disco, Fiona se revelou também temerosa sobre a recepção dele.
Eu me preocupo muito com como vai ser quando eu realmente tiver que lançar um álbum e sair por aí. Eu acho que estou perto de terminar. Enquanto faço isso, preciso tirar todo o resto da minha mente. É apenas divertido. Sou só eu fazendo minhas coisas, no meu tempo, e depois ficando sem fazer coisas por anos, e depois começando a fazer coisas de novo. É geralmente nesse momento que as coisas começam a tomar forma com um disco, e tudo se aproxima do fim — é aí que começo a me preocupar comigo mesma. Eu vou ficar bem, apenas sei que não vai ser tão legal. Sempre que vou para uma sessão de fotos, eu penso ‘Isso é diferente de sete anos atrás. Eu não me sinto mais assim.’
As Golpistas
Já ao falar sobre seu ‘problema’ com o filme de Jennifer Lopez, Fiona Apple explicou sua situação.

A jornalista que fez a entrevista descobriu que, em um vídeo sobre o filme, a produção dá a entender que Apple não aceitou cachê para que usassem ‘Criminal’ em uma cena. O fato não é verdadeiro, já que Fiona aceitou, sim — mas para doá-lo na íntegra a uma instituição que apoia pessoas com AIDS.
Eu só consigo imaginar que eles não querem alienar seus espectadores, que talvez estejam mais inclinados para o outro lado, politicamente falando. O único motivo que consigo pensar para isso é dinheiro.
Leia a entrevista completa, em inglês, clicando aqui.
Fonte: r7 Music