Sir Paul McCartney parece não estar muito feliz com o futuro político do Reino Unido.

Em entrevista ao BBC Newsnight, o ex-Beatle falou sobre o Brexit, movimento pela saída do Reino Unido da União Européia que tem dividido opiniões entre diversos artistas.

Para Paul, o Brexit é ‘um erro, uma bagunça e vou ficar feliz quando isso tiver acabado’. Apesar disso, se mostra esperançoso quanto ao período de instabilidade provocado pelo referendo, o qual Macca não votou.

Eu voto em alguém que eu acredito, e às vezes não tem ninguém em quem eu acredite. Eu preciso estar inspirado. E, no momento, eu não estou muito inspirado.

Acho que vamos superar isso, nós sempre fazemos isso. Eu sou velho o suficiente para lembrar de lixo nas ruas e pessoas não conseguindo ser enterradas porque os coveiros estavam fazendo greve. Foi um tempo difícil, e nós superamos isso. Então, acho que vamos superar isso [Brexit] também.
As declarações do músico batem de frente com as de Ringo Starr, seu ex-companheiro de banda. O baterista, que também não votou, já se mostrou favorável ao Brexit em entrevista ao mesmo BBC Newsnight. Para Ringo, é melhor ‘ter controle de nosso próprio país’.

Paul McCartney lançou recentemente um livro infantil chamado Hey Grandude!. Seu último trabalho de estúdio foi o disco Egypt Station, lançado há dois anos, que rendeu duas passagens pelo Brasil em 2017 e 2019.
Fonte: r7 Music