Demi Moore abriu o jogo sobre uma situação bastante complicada que passou na adolescência.

Em sua nova biografia, Inside Out, a atriz conta que foi estuprada aos 15 anos de idade. Ainda de acordo com ela, foi sua própria mãe que facilitou o crime, tendo recebido 500 dólares do homem que o praticou.

Segundo Demi, sua mãe, Virginia King, era alcoólatra durante sua infância e adolescência. Em certo ponto, Virginia começou a levar a filha a bares junto com ela para atrair a atenção dos homens que os frequentavam. Uma noite, ao chegar em casa, um deles estava lá e tinha uma chave do apartamento.

Depois de estuprá-la, ele ainda teria perguntado: ‘como é ser prostituída por 500 dólares?’

Em entrevista ao Good Morning America (via Too Fab), porém, Demi Moore chegou a defender a mãe, dizendo não acreditar que ela tenha feito a ‘transação’ diretamente.
Eu ainda acho, no fundo do meu coração, que não. Não acho que tenha sido uma transação direta, mas ainda assim, ela deu ao homem acesso direto a mim, e me colocou em grande perigo.
Complicado. Inside Out, autobiografia da atriz, já está à venda. Ainda não há previsão para uma tradução no Brasil.
Fonte: r7 Music