A série de jogos Tony Hawk’s Pro Skater foi uma das mais icônicas da virada do milênio, e conforme contamos por aquigame original completou 20 anos recentemente e já recebeu diversas homenagens — inclusive com o skatista que deu nome à franquia divulgando um vídeo incrível dos bastidores das gravações.

Sem dúvida alguma, um dos grandes fatores que alavancou a popularidade desses jogos foi a trilha sonora. As canções selecionadas para acompanhar as manobras radicais moldaram o gosto musical de muitas pessoas — inclusive o de quem escreve essa matéria.

Por isso, resolvemos montar uma lista com as 15 melhores músicas que estiveram em algum dos jogos numerados da série; excluindo, portanto, jogos como Tony Hawk’s Underground Tony Hawk’s American Wasteland.

Também priorizamos músicas que têm uma associação mais forte com o jogo, deixando de fora algumas como ‘T.N.T.’, do AC/DC e ‘The Number of the Beast’, do Iron Maiden, que obviamente foram excelentes escolhas mas não são imediatamente associadas à franquia.

Dito isso, confira abaixo nossa seleção e aproveite para seguir a nossa playlist oficial que foi invadida por essas músicas!

Papa Roach – ‘Blood Brothers’
Aclamada por muitos como a melhor de toda a série, a trilha sonora de Tony Hawk’s Pro Skater 2 lidera essa lista e já começamos com uma canção que faz parte dela. ‘Blood Brothers’, do Papa Roach, captura perfeitamente a essência do jogo.

Inclusive, o álbum que abriga essa música (Infest) era ótimo para ouvir enquanto jogava se você cansasse das mesmas músicas no jogo, já que ainda trazia outros grandes sucessos da banda americana como ‘Last Resort’ ‘Between Angels and Insects’.


Swingin’ Utters – ‘Five Lessons Learned’
Mais uma da icônica trilha sonora de Tony Hawk’s Pro Skater 2. A acelerada ‘Five Lessons Learned’, do Swingin’ Utters, é daquelas que você toma até um susto quando começa a tocar e quando vê já está fazendo nosegrinds pra todo lado enquanto sua mãe manda você abaixar o volume da televisão.

Vale destacar também que para muitos jovens esse foi o primeiro contato com esses ícones do punk rock, e certamente influenciou na popularidade do excelente disco Five Lessons Learned que tem participações de Fat Mike (NOFX) e Chris Shiflett (Foo Fighters).


Less Than Jake – ‘All My Best Friends Are Metalheads’
Uma das bandas mais importantes da cena do ska punk, o Less Than Jake proporcionou momentos extremamente divertidos no jogo Tony Hawk’s Pro Skater 4 com a presença da animada ‘All My Best Friends Are Metalheads’. É impossível não abrir um sorriso enquanto faz manobras ouvindo isso!

Vale dizer também que talvez tenha sido o mais próximo que o Brasil chegou de ter um representante nessas trilhas sonoras, já que o baixista Roger Manganelli nasceu em Porto Alegre antes de se mudar para os EUA e entrar no Less Than Jake.


AFI – ‘The Boy Who Destroyed the World’
Falamos anteriormente que o segundo jogo da série foi o auge da franquia, mas a verdade é que o sucessor — Tony Hawk’s Pro Skater 3 – é no mínimo tão bom quanto, e com uma trilha sonora excelente também. Nela, por exemplo, temos a excelente ‘The Boy Who Destroyed the World’ — mais um encaixe perfeito com o game.

Rápida e crua, a faixa resume bem a proposta do AFI à época. Eventualmente, a banda mudaria um pouco de direção e começaria a trabalhar com canções mais elaboradas e que fugiam da estética mais tradicional do punk. Tem para todos os gostos!


Rage Against the Machine – ‘Guerilla Radio’
A série de jogos de skate teve seu auge no mesmo momento em que o rap rock/metal estava dominando o mundo também; era no mínimo natural que ambos se encontrassem em algum momento. Em Tony Hawk’s Pro Skater 2, esse encontro foi concretizado da melhor maneira possível com o Rage Against the Machine.

Sem dúvidas uma das melhores músicas da carreira da banda, ‘Guerilla Radio’ foi a escolha perfeita para o game, sendo inclusive usada na icônica abertura com a apresentação dos skatistas.


House of Pain – ‘I’m a Swing It’
Além do punk, quem também sempre esteve presente nas trilhas sonoras da série é o hip hop. No terceiro jogo, o House of Pain fez uma aparição com a excelente ‘i’m a Swing It’ e com certeza fez muita gente se interessar e conhecer mais sobre o gênero – além, é claro, de ter inspirado diversas manobras.

Donos do grande sucesso ‘Jump Around’, o House of Pain viu seu fim em 1996 (antes de uma reunião em 2010) e os membros seguiram seus caminhos, com Everlast seguindo carreira solo e Danny Boy fundando alguns outros projetos, enquanto o DJ Lethal acabou entrando no Limp Bizkit – uma banda que certamente foi muito influenciada pelo grupo de hip hop.


Bad Religion – ‘You’
Mais uma de Tony Hawk’s Pro Skater 2! Não poderíamos fazer uma lista recheada de músicas punk e não colocar o Bad Religion. Uma das bandas mais icônicas do gênero, os caras apareceram no game com a canção ‘You’, parte do disco No Control que completou 30 anos recentemente.

Inclusive, o povo brasileiro terá uma chance de ver isso ao vivo esse ano, já que a banda tem passagem confirmada pelo país no dia 29 de Outubro ao lado do Offspring, em apresentação única a ser realizada em São Paulo.


The Distillers – ‘Seneca Falls’
A incrível banda The Distillers quebrou diversas barreiras quando viu a vocalista e guitarrista Brody Dalle provando para todo mundo que lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive no punk e no skate.

Mas não é só a importância dessa canção que fez ela ganhar um lugar nessa lista: ‘Seneca Falls’ é uma escolha perfeita para Tony Hawk’s Pro Skater 4 e certamente deve fazer muita gente lembrar de ótimos momentos em fases como College e San Francisco.


Dead Kennedys – ‘Police Truck’
Talvez o vídeo de introdução mais icônico da série tenha sido justamente o do primeiro jogo, ainda mais por ter como trilha sonora a lendária banda Dead Kennedys com a música ‘Police Truck’.

Muita gente já se impactou antes mesmo de começar a jogar só de ver ícones do skate – como o brasileiro Bob Burnquist – nesse vídeo. Abaixo, você pode relembrar esse momento (inclusive com as telas de abertura do Playstation 1).


Millencolin – ‘No Cigar’
O Millencolin é uma banda que conseguiu conviver entre a transição do punk/hardcore mais tradicional para o pop punk e, portanto, a presença de ‘No Cigar’ em Tony Hawk’s Pro Skater 2 foi algo que provavelmente agradou praticamente todos que jogaram o game.

Com a chegada do novo disco SOS em 2019, os suecos marcaram seu nono lançamento de estúdio e evidenciam a capacidade de atravessar gerações cada vez mais já que continuam relevantes em uma cena altamente mutável.


N.W.A. – ‘Express Yourself’
Como citamos há pouco, o rap também era um gênero bastante presente nas trilhas sonoras dos jogos da série Tony Hawk. Na quarta versão do jogo, tivemos vários ótimos nomes dessa cena como De La Soul, Public Enemy Run DMC.

Mas talvez o grupo cuja presença foi mais marcante foi o N.W.A., que apareceu com a excelente ‘Express Yourself’, mais uma que certamente já havia passado pela cabeça de quem jogou as edições anteriores.


System of a Down – ‘Shimmy’
Mais uma que integrou a trilha sonora de Tony Hawk’s Pro Skater 4! Lançado 1 ano após o incrível Toxicity, do System of a Down, não poderia faltar uma faixa desse histórico álbum, que casava totalmente com a proposta estética do jogo.

A escolhida foi a curta e intensa ‘Shimmy’, perfeita para aqueles momentos em que você ia tentar manobras mais complexas e precisava de um empurrãozinho da trilha sonora.

LEIA TAMBÉM: Há 18 anos o System of a Down lançava Toxicity, um clássico instantâneo.


Suicidal Tendencies – ‘Cyco Vision’
Se alguém um dia for parar pra contar qual a música que mais gerou gritos de ‘abaixa esse volume’ ou ‘para de ouvir música de doido’ dos pais de adolescentes, é bem possível que ‘Cyco Vision’ ganhe essa disputa.

A incrível canção do Suicidal Tendencies fez parte da trilha sonora do primeiro Tony Hawk’s Pro Skater, e foi uma das músicas mais pesadas a já aparecer em qualquer um dos jogos; com toda certeza, acabou abrindo portas para diversos jovens entrarem no mundo do hardcore punk/thrash metal.


Motörhead – ‘Ace of Spades’
Com a franquia de jogos já estabelecida, era inevitável que as pessoas já esperassem algumas coisas. E uma expectativa bem grande que foi atendida pelos produtores foi a presença de ‘Ace of Spades’, do lendário Motörhead, na trilha sonora de Tony Hawk’s Pro Skater 3.

Mais do que apenas aparecer no jogo, a canção acompanhou o vídeo de abertura – um dos mais legais da série, apesar de todos serem incríveis – e apresentou uma das maiores bandas dos anos 70/80 para uma nova geração.


Goldfinger – ‘Superman’
‘Superman’ virou sinônimo de Tony Hawk e Tony Hawk virou sinônimo de ‘Superman’. O ska punk do Goldfinger virou um símbolo do primeiro jogo (no qual aparece como trilha sonora) e da franquia como um todo, além de um ter ajudado a alavancar o outro.

A identificação é tão grande que o documentário que está sendo produzido com o skatista sobre a série de jogos é intitulado ‘Pretending I’m a Superman’, em alusão a uma parte da letra dessa música.


Fonte: r7 Music