Em cumprimento de decisão judicial proferida
pela 5ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, o diretor-presidente da
Agência, Christian de Castro Oliveira, foi afastado de sua função pelo
presidente da República, Jair Bolsonaro e pelo ministro da Cidadania, Osmar
Terra. Quem assume o cargo é Alex Braga Muniz. Os servidores Magno de Aguiar
Maranhão Junior, Juliano Cesar Alves Vianna, Marcos Tavolari e Ricardo César
Pecorari também foram afastados pelo ministro. O processo corre em segredo de
Justiça. O Ministério da Cidadania informa que demandará esforços para que a
Agência possa atender o setor com normalidade.

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Cidadania


Fonte: Cultura