Foto: Divulgação

O Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema – abre oficialmente nesta sexta-feira (30) e vai até o dia 6 de setembro, em Fortaleza, no Ceará. Na 29ª edição, 40 filmes entre curtas e longas-metragens serão exibidos. O evento foi um dos contemplados no edital de apoio a mostras e festivais de audiovisual, lançado em 2018 pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, e recebeu R$ 400 mil para a sua realização.

Record em número de participantes por quatro edições consecutivas, a mostra deste ano contabilizou 1.271 produções audiovisuais inscritas, vindas de 12 países ibero-americanos: Brasil, México, Argentina, El Salvador, Venezuela, Chile, Peru, Espanha, Portugal, Cuba, Colômbia e Bolívia. Para o diretor do festival, Wolney Oliveira, uma prova da consolidação do festival.

“O primeiro grão do festival foi o Vídeo Mostra Fortaleza, criado em 1991, com a temática do centro da cidade. Em 1995, muda-se o nome para Cine Ceará, com competitiva de curtas e longas-metragens. Em 2006, resolvemos apostar no eixo do cinema ibero-americano. Desde então, o festival tem crescido muito, com muitos trabalhos maravilhosos e premiadíssimos. O aporte que nós temos do Ministério da Cidadania é fundamental para continuarmos evoluindo”, afirmou.

A 29ª edição vai ficar na história com o protagonismo de produções do estado. O Cine Ceará começa com a estreia nacional do filme “A Vida Invisível”, do diretor cearense Karim Aïnouz. O longa foi escolhido para representar o Brasil na disputa pelo Oscar, o maior prêmio do cinema mundial. Já o encerramento terá a exibição de “Pacarrete”, do também diretor cearense, Allan Deberton.

O longa “Pacarrete” foi o grande destaque do 47º Festival de Cinema de Gramado e recebeu oito prêmios, entre eles, o de melhor filme. A produção teve o aporte financeiro de R$ 1,25 milhão do Fundo Setorial Audiovisual do Ministério da Cidadania para filmes de baixo orçamento.

Mais de 10 mil pessoas são aguardadas nos oito dias de evento. Além das mostras competitivas de curtas e longas-metragens, o festival traz exibições especiais, debates, oficinas e a presença de profissionais das mais diversas áreas do audiovisual. Para saber mais sobre a programação do festival, acesse: cineceara.com

Ministério da Cidadania apoia mostras e festivais de audiovisual

O edital de apoio a mostras e festivais de audiovisual, no qual o Festival Cine Ceará foi contemplado, está com inscrições abertas até 30 de setembro. Ainda há cerca de R$ 740 mil para projetos nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Os recursos para o Rio de Janeiro e São Paulo, que correspondem a 50% dos R$ 26,5 milhões previstos no edital, já foram integralmente utilizados. As inscrições podem ser feitas pelo link: http://mapas.cultura.gov.br/oportunidade/1031/.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania


Fonte: Cultura